Prefeitura sacrificou cães com requintes de crueldade, revela delegado

Por Júnior Viriato 09/03/2018 - 18:46 hs

O delegado da Polícia Civil de Itaporanga, Gleberson Fernandes, revelou que os mais de 30 cachorros recolhidos pelo Prefeitura de Igaracy foram sacrificados com requintes de crueldade e os corpos dos animais foram jogados no lixão.

O cenário encontrado no galpão onde os animais foram sacrificados, com muito sangue e fezes, dá indícios de que os cães podem não ter sido submetidos ao procedimento de eutanásia, por meio de sedativos, como informado pela Secretaria de Saúde do município.

Uma equipe da Polícia Civil esteve no local para fazer a perícia no galpão onde ocorreu a morte dos animais e em uma área próxima ao lixão da cidade, onde os cães foram enterrados. A Polícia também investiga se animais saudáveis foram recolhidos e sacrificados junto com os animais supostamente doentes. O laudo do IPC sobre a morte dos cães em Igaracy deve ser concluído nos próximos 20 dias. Várias pessoas já foram ouvidas na cidade.

Exoneração Ontem mesmo o prefeito da cidade, José Carneiro Almeida da Silva, decidiu exonerar o secretário de saúde José Carlos Maia do cargo.

A medida foi tomada atendendo à recomendação do Ministério Público Estadual. Pedido da Câmara A matança aconteceu, segundo a prefeitura, depois que a Câmara Municipal enviou um requerimento para que fossem tomadas providências em relação aos animais abandonados na rua.

Ninguém fala no assunto De acordo com o Portal ClickPB tentaram uma resposta com os vereadores da Câmara Municipal de Igaracy, mas não conseguiu localizar nenhum deles na Câmara e, embora solicitando, não conseguiu que eles retornassem as ligações. As funcionárias do órgão público também se recusaram a fornecer os contados dos parlamentares. O Portal continua aguardando o retorno dos vereadores para explicarem essa iniciativa da Câmara.

Fonte ClickPB TAGS