Presídio de alta segurança que poderia barrar uso de celular por presos está vazio há 11 meses


Em 03/06/2017

 



Prometida para ter segurança máxima, rigidez em normas disciplinares, de comunicação, blindagem e até mesmo o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), uma penitenciária construída em Santa Catarina poderá amenizar os riscos da falta de bloqueadores nas cadeias pelo Estado. Pronta há 11 meses e ainda com as celas vazias, a unidade de segurança máxima foi construída no Planalto Serrano ao custo de R$ 15,7 milhões, mas ainda não tem previsão de funcionamento.

Erguida em São Cristóvão do Sul, ao lado da penitenciária da Região de Curitibanos, a cadeia será blindada para evitar ataques. O fato de a cidade ter baixo efetivo policial também preocupa e não há previsão de reforço, segundo o juiz da execução penal de Curitibanos, Eduardo Passold Reis.

 


Central Vale Notícia
©2015 - Todos os direitos reservados