Conecte-se agora

CVN ELEIÇÕES 2018

Bolsonaro diz que não vai declarar guerra a governadores de oposição

Publicado

em

Na primeira entrevista concedida após a posse, o presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (3) que não pretende retomar a cobrança da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) nem aumentar alíquotas. Avisou ainda que, mesmo com, a oposição de alguns governadores, não pretende partir para o enfrentamento.

“Não posso fazer uma guerra com os governadores do Nordeste, atrapalhando as pessoas [da região]”, afirmou o presidente com exclusividade ao SBT. Ele aproveitou para brincar: “Espero que não venham pedir dinheiro”.

Impostos

Bolsonaro negou que pretende retomar a cobrança do imposto sobre cheques e elevar alíquotas para a contribuição previdenciária do funcionalismo público. Segundo ele, o que planeja é implementar a fusão de tributos, mas não detalhou como será feito.

De acordo com o presidente, é fundamental buscar os pontos pelos quais escoam o dinheiro público. Ele levantou dúvidas sobre a liberação de recursos para eventos esportivos e culturais que, na sua avaliação, são elevados. Para ele, há indícios de corrupção na movimentação financeira de órgãos públicos.

O presidente afirmou que manterá o Bolsa Família. No entanto, vai revisar o programa para evitar desvios, mas jamais acabar com os repasses. “Seria um ato de desumanidade retirar a bolsa para essas famílias”, disse.

Após o PSL, partido de Bolsonaro, fechar hoje apoio à reeleição do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ele optou pela neutralidade. O presidente da República disse não ter restrições aos nomes já postos para comandar a Casa, mas quer a vitória de alguém que consiga dialogar com ele. “Nós queremos é dialogar com quem quer dialogar.”

Política externa

Bolsonaro afirmou que pretende ir aos Estados Unidos para se reunir com o presidente norte-americano, Donald Trump. Questionado se o norte-americano não viria para o Brasil, disse que sabia do seu lugar.

“Eu reconheço a minha posição, nós sabemos que ele é o homem mais poderoso do mundo, gostaria muito que nós visitássemos, mas já sinalizei para o [secretário de Estado norte-americano] Mike Pompeo que em março eu gostaria de fazer uma visita [aos Estados Unidos].”

De acordo com o presidente, a parceria com os norte-americanos pode  país pode ser “bélica”, indo além das questões ecônomicas. “A aproximação minha com os Estados Unidos é econômica, mas pode ser bélica. Podemos fazer acordos também.” Bolsonaro disse que o Brasil não quer ter “superpoderes na América do Sul”, mas quer ter “supremacia”.

Questionado sobre a aliança da Rússia com a Venezuela, fortalecendo o país sul-americano, Bolsonaro disse que acompanha as intenções do governo de Nicolás Maduro. “O Brasil tem de se preocupar com isso, sim.”

O presidente negou que a aproximação com Israel poderá prejudicar a relação com os países árabes. Para ele, “grande parte do mundo arábe está se alinhando com os Estados Unidos.”



Fonte: Agência Brasil

Créditos: Agência Brasil

CVN ELEIÇÕES 2018

Julian se solidariza com Lucas Sá e diz que Governo da Paraíba se inspira na “Gestapo” Nazista de Hitler

Publicado

em

O deputado federal, Julian Lemos (PSL) se pronunciou nas redes sociais, nesta terça-feira (22), após divulgação na imprensa sobrea decisão do delegado Lucas Sá deixar a Paraíba depois que foi exonerado da Delegacia de Defraudações e rebaixado para Delegacia Distrital de Cabedelo.

Leia também: João Azevêdo rebaixa mais uma vez delegado responsável pela Operação Cartola

Lemos lamentou a perseguição do Governo do Estado aos profissionais de segurança públoca na Paraíba, a exemplo do tenente-coronel, Sousa Neto, dos atuais deputados estaduais, Wallber Virgolino e Cabo Gilberto Silva, vítimas do que Julian denominou de Gestapo Nazista paraibana, polícia política de Hitller que garantia o domínio da população pelo partido Nazista, uma alusão ao PSB estadual.

“Na Paraíba, não sei se opressão faz algum louco, mas sei que faz gente fugir do estado ou sair de cena, não tenho dúvidas. TC Souza Neto, Wallber Virgolino, cabo Gilberto, Wagner Dorta e Lucas Sá e outras dezenas são vítimas da gestapo nazista paraibana. Quem é do ramo sabe o que passam todos que querem cumprir a lei ou não em fazer parte do sistema governamental paraibano.

O parlamentar federal ressaltou, ainda, que a classe de delegados foi afronta a e recebeu um duro recado. Ele cita o afastamento e pedido de licença de vários delegados, vítimas da opressão. “Além de Lucas Sá, outros delgados pediram afastamento da Polícia Civil nos ulrimso 22 dias. As delegadas Nadja Fialho, Desirée Cristina e Daniela Vicuna e os delegados Leonardo Pinho e Eduino Facundo estão de licença médica. Não irei me cala diante de qualquer ameaça”, disparou.

Continue Lendo

CVN ELEIÇÕES 2018

Presidente da Assembleia, Gervásio revela em quem votaria para substituí-lo

Publicado

em

Eleito deputado federal nas últimas eleições, o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Gervásio MAia, revelou, durante entrevista à emissora de rádio da Capital, em quem votaria caso fosse permanecer na Casa de JOsé Américo.

Gervásio disse que pela contribuição dada ao Poder Legislativo no período em que esteve como presidente, Adriano Galdino seria o parlamentar que teria o seu voto. “Adriano contribuiu muito para o engrandecimento do Pode Legislativo, manteve uma boa relação com parlamentares da situação e oposição e sempre respeitou os servidores. Além disso, deu uma grande contribuição para o governo de Ricardo Coutinho”, destacou o parlamentar.

Apesar de não participar da eleição para a próxima Mesa Diretora, Gervásio avalia que a composição da gestão será feita em comum acordo entre a oposição e a situação. “O PSB tem maioria na Casa, mas tanto para o primeiro quanto para o segundo biênio a mesa será eclética”, disse.

 

PB Agora

 

Continue Lendo

CVN ELEIÇÕES 2018

Manoel Junior assume comando do Solidariedade na Paraíba

Publicado

em

Após deixar o MDB e passar pelo PSC durante as eleições de 2018, o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, assumiu o comando do Solidariedade (SD) na Paraíba. A decisão da Executiva Nacional da legenda foi assinada pelo presidente Paulinho da Força na última terça-feira (15).

No comando da sigla, Manoel Júnior garantiu que irá intensificar os trabalhos para fortalecer o SD na Paraíba, com implantação de diretórios em todas as cidades do Estado, preparando o o SD para as eleições municipais de 2020. “Vamos trabalhar para filiar o maior número possível de pessoas e lideranças políticas e fazer do Solidariedade um dos maiores partidos da Paraíba”, afirmou Manoel Junior.

Na Capital, além do vice-prefeito, o partido conta também com o vereador João Almeida.

 

PB Agora

Continue Lendo

ARMAZÉM PARAIBA

LG NET

ASSEMBLÉIA DA PARAIBA

JORNALISMO VERDADE

MERCADINHO ALVINO

CEMACO DE DR MARCINHO

JORNAL DA BOA NOVA FM

TV CVN: A TV DO VALE DO PIANCÓ

Em Alta

Hospedado por ServerPro