Conecte-se agora

ESPORTE

Fifa lucra R$ 2,2 milhões com multas aplicadas durante a Copa da Rússia

Publicado

em

Fifa aplicou multas de quase R$ 2,2 milhões (567 mil francos suíços) sobre as federações nacionais por comportamento de seus jogadores, treinadores e torcedores. Mas entidades alertam que ainda existem problemas na legislação no que se refere ao combate à homofobia.

Federico Addiechi, diretor de Sustentabilidade e Diversidade da Fifa, afirmou que o Mundial de 2018 representou o maior programa anti discriminação em uma Copa. Além do monitoramento de todos os jogos por três especialistas, a Fifa contou com a ajuda de um grupo de 50 observadores distribuídos nos estádios para tentar identificar o comportamento de torcedores e jogadores. Os seguranças também foram treinados para lidar com casos de violações.

Para a entidade parceira da Fifa na Copa, a Fare, existia a preocupação de que comportamentos agressivos por parte de torcedores russos se transferissem para a Copa. Mas houve uma ação policial antes do evento e alertas a grupos específicos. Ainda assim, os dados revelam que a maior multa foi aplicada contra a Argentina, pela briga de seus torcedores contra a Croácia: 105 mil francos suíços foram cobrados da AFA (Associação de Futebol Argentino).

Mas, salvo este caso, todas as multas aplicadas sobre ofensas racistas ou de homofobia foram inferiores às violações comerciais. A Suécia, por exemplo, foi multada em 70 mil francos suíços depois que foi descoberto que seus jogadores entraram em campo com meias não aprovadas. Os croatas também pagaram o mesmo valor depois que um jogador entrou em campo com uma bebida que tampouco era de um dos patrocinadores.

Já as multas por outros motivos políticos foram inferiores. Os sérvios foram punidos em apenas 10 mil francos por conta de símbolos fascistas, o mesmo aplicado contra a Rússia por exibir cartaz neonazista.

A Dinamarca foi multada em US$ 20 mil por conta de cartazes com conteúdo sexistas, em uma partida. O México também recebeu multa similar por cantos homofóbicos. O valor ainda se contrasta com os US$ 10 mil cobrados da Federação Russa por conta de um cartaz mostrado no jogo entre Rússia e Uruguai, com um óbvio caráter racista.

Os sérvios também foram punidos por mensagens de cunho fascista. Mas a multa não chegou a US$ 20 mil. Um valor ainda melhor foi cobrado dos mexicanos por conta das brigas da torcida no jogo contra a Suécia.

A mesma Sérvia também foi punida por cartazes com “conteúdo discriminatório” no jogo contra a Suíça. Mas a punição ficou abaixo da multa por violações comerciais, chegando a apenas US$ 54 mil. Seu presidente e seu treinador também foram multados por atitudes não esportivas, tendo que pagar US$ 5 mil cada.

Mesmo os jogadores suíços – Granit Xhaka, Xherdan Shaqiri e Stephan Lichtsteiner – que causaram polêmica ao fazer um gesto simulado a bandeira do Kosovo no jogo contra a Sérvia, resolveram o “problema” com um cheque de US$ 10 mil.

Já o croata Domagoj Vida foi alvo apenas de um alerta depois que ele comemorou a vitória contra a Rússia com gritos de “Ucrânia”, numa provocação política. Questionado, Addiechi defendeu a posição da Fifa, alertando que as multas não são estabelecidas apenas por conta da violação. Conta também se a federação nacional ajudou a identificar quem cometeu os atos. Mas ele garante que “não há espaço para uma declaração política” por parte dos jogadores.

Piara Powar, diretor da Fare, acredita que precisa haver uma maior coordenação entre as punições da Fifa e das entidades regionais. Segundo ele, a Croácia tem sido sancionada de forma repetida pela Uefa nos últimos dez anos. Mas tais punições não contam na avaliação da Fifa ao aplicar uma multa.

HOMOFOBIA

Outro obstáculo, segundo ele, é a questão da homofobia. Powar, em uma coletiva de imprensa com a presença da Fifa, criticou o fato de que o código de disciplina da entidade mundial não traz em suas regras uma referência explícita à discriminação contra gays. “A homofobia não tem o mesmo status que outras discriminações”, criticou.

Ele lembra como a seleção mexicana tem sido punida na Concacaf e na Fifa de forma diferente e alerta que torcedores se aproveitam dessas brechas. Addiechi, na mesma coletiva de imprensa, se defendeu das críticas do parceiro e insistiu que a torcida mexicana abandonou os cantos homofóbicos depois da multa no primeiro jogo. Ele admite que existe um gap no artigo 58 da entidade, que não conta com a palavra homofobia. Mas, segundo ele, os estatutos da Fifa deixam claro que todos os casos de discriminação são inaceitáveis.

Mas mesmo os esforços da comunidade do futebol para realizar eventos sobre a homofobia, em Moscou, tem sido alvo de boicotes. Nos últimos dias, participantes de um evento sobre a homofobia que deve ocorrer nesta semana tem sofrido para fazer reservas em hotéis na Rússia. A Fifa indicou que conhece o problema e que iria seu poder para tentar corrigir os incidentes. Mas a entidade admite que “as coisas não mudam de forma suficiente no mundo”.

ESPORTE

Copa do Nordeste 2019 tem 16 equipes, nova fórmula e divisão de cotas confirmada

Publicado

em

Foi realizado na tarde desta terça-feira em São Paulo o lançamento da Copa do Nordeste 2019, que será exibida pelas filiais do SBT. A competição terá uma nova fórmula de disputa. Serão 16 agremiações, divididas em dois grupos. O sorteio está marcado para o dia 4 de outubro, em Maceió (AL).

Apenas uma equipe não enviou um representante ao encontro. E foi o atual vice-campeão Bahia, que vem fazendo inúmeras críticas em cima do novo formato do torneio.

Os times foram divididos em quatro potes, conforme o ranking da CBF. A mesma base foi usada para definir a divisão de cotas e premiações. Serão R$ 32 milhões distribuídos entre as equipes. O valor em relação ao subgrupo aumentou significativamente, mas diminuiu na fase mata-mata. Em 2018, o campeão levou R$ 1.5 milhão.

F�”RMULA DE DISPUTA!

A CBF disponibilizou apenas 12 datas para a realização do torneio, que terá os times do Grupo A enfrentando os do Grupo B, classificando os quatro melhores de cada grupo. A partir daí os duelos serão disputados no sistema eliminatório, o tradicional mata-mata, com apenas a decisão tendo confrontos de ida e volta.

Existe uma pequena possibilidade da entidade ceder mais duas datas, deixando o mata-mata com jogos de ida e volta das quartas de final até a grande final.

Times do mesmo Estado estarão em grupos opostos, com exceção de Pernambuco, que colocou três participantes no torneio.

Os jogos com transmissão da SBT acontecerão às terças (21h40) e nos sábados (16h30) e não serão realizados durante a Copa América.

HIST�”RICO!
O Sampaio Corrêa é o atual campeão do torneio. O time maranhense derrotou o Bahia na decisão e impediu que o time baiano alcançasse o Vitória em número de conquistas. A equipe rubro-negra tem quatro troféus do torneio, contra três de seu arquirrival. O Sport também já venceu em três oportunidades. Os demais campeões foram: Ceará, Campinense, Santa Cruz e América-RN, todos apenas uma vez.

Confira as cotas distribuídas aos times da Copa do Nordeste:

Subgrupo 1 (Pote A) – R$ 1,90 milhão

1º do Nordeste, Vitória-BA (18º no Brasil), 2º Bahia-BA (21º), 3º Santa Cruz-PE (25º) e 4º Ceará-CE (27º)

Subgrupo 2 (Pote B) – R$ 1,42 milhão

5º ABC-RN (31º), 6º Náutico-PE (32º), 7º CRB-AL (36º) e 8º Sampaio Corrêa-MA (39º)

Subgrupo 3 (Pote C) – R$ 1,22 milhão

9º Fortaleza-CE (42º), 10º Botafogo-PB (45º), 11º Salgueiro-PE (51º) e 12º Confiança-SE (54º)

Subgrupo 4 (Pote D) – R$ 510 mil

13º CSA-AL (59º), 14º Moto Club-MA (66º), 15º Altos-PI (98º) e 16º Sergipe-SE (99º)

Mata-mata

Quartas de final – R$ 300 mil

Semifinal – R$ 375 mil

Vice – R$ 500 mil

Campeão – R$ 1 milhão

 Futebol Interior

Continue Lendo

ESPORTE

Diego dispara contra gramado do Maracanã: ‘É uma vergonha’

Publicado

em

O gramado do Maracanã, mais uma vez, foi motivo de reclamação. Desta vez, por parte dos jogadores do Flamengo, que empatou sem gols com o Corinthians, no primeiro duelo da semifinal da Copa do Brasil, na noite de quarta-feira. O estádio ficará interditado por um mês para uma melhora nas condições da grama. Mas isso não foi desculpa suficiente para o meia Diego, que disparou contra a Greeenleaf, a empresa responsável pela manutenção e preservação do campo.

Logo após a partida, na zona mista, o camisa 10 do Flamengo disse que a empresa só tomou uma atitude após imagens na TV mostrarem as péssimas condições do gramado, o que ele considera um erro grave.

“Não vou me omitir em falar sobre o gramado. Isso aqui é uma vergonha. Não só um desrespeito com o Flamengo e o Fluminense, mas com vocês que assistem como torcedores, como o futebol brasileiro. Precisa sair matéria no Fantástico para eles virem aqui e tomarem uma atitude, a de maquiar uma situação que é extremamente importante. As atitudes já deveriam ter sido tomadas. Nós estamos esperando urgente uma atitude para que possa ser respeitado o Maracanã como estádio e o futebol brasileiro, porque as condições são terríveis”, disse o jogador, que não usou o problema para justificar a falta de finalizações do Rubro-negro.

“Não vai ser desculpa para nós em momento nenhum, mas devemos falar é uma realidade. A nossa responsabilidade em ganhar o jogo continua idêntica, independente do adversário que vamos enfrentar”, avisou.

O presidente Eduardo Bandeira de Mello também comentou sobre a situação do gramado, e avisou que Flamengo seguirá cobrando melhorias nas condições do campo do Maracanã.

“O gramado está horrível, não tem desculpa. Temos que continuar cobrando. A expectativa que todos temos é que o gramado vai parar por algum tempo, parece que só vamos jogar o jogo contra o Atlético-MG, porque os ingressos já começaram a ser vendidos. Daqui para frente, vamos ficar um bom tempo com o gramado sendo reparado para voltar a ficar a altura do MarAcanã e dos jogos do Flamengo’, avisou o dirigente.

Extra

Continue Lendo

ESPORTE

Juíza afasta dirigentes do Campinense e do Botafogo-PB dos cargos e aplica cautelares

Publicado

em

Uma decisão judicial determinou o afastamento imediato dos dirigentes dos clubes paraibanos de futebol José William Simões Nilo (presidente do Campinense) e José Freire da Costa (presidente do Botafogo da Paraíba), além de Guilherme Carvalho do Nascimento (vice-presidente do Botafogo da Paraíba), Francisco de Sales Pinto Neto (diretor) e Alexandre Cavalcanti Andrade de Araújo (procurador) de seus respectivos cargos, bem como aplicou a todos eles medidas cautelares. A decisão foi da juíza Andréa Carla Mendes Nunes Galdino, da 4ª Vara Criminal da Capital.

Eles foram denunciados pelo Ministério Público por condutas criminosas envolvendo fraudes, manipulação de resultados por meio do direcionamento da arbitragem para jogos específicos, com o fim de obterem vantagem econômica. O esquema foi investigado pela Operação Cartola. Os afastados serão substituídos pelos sucessores legais, conforme o Estatuto e legislação pertinente.

Além de tornar réus os dirigentes, a magistrada afastou dos respectivos cargos os presidentes de Belo e Raposa, Zezinho do Botafogo e William Simões, e toda a cúpula do clube da Maravilha do Contorno: Breno Morais, Guilherme Novinho, Francisco Sales e Alexandre Cavalcanti.

O ex-presidente da Comissão Estadual de Arbitragem de Futebol da Paraíba (Ceaf-PB), José Renato, e o árbitro auxiliar do quadro da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Tarcisio José, também viraram réus na ação por integrarem o esquema.

– Há fortes indícios da prática dos fatos narrados da denúncia, com a participação direta dos denunciados, dirigentes e funcionários da agremiação, cuja manutenção destes na função que ora exercem representam manifesto risco, não só ao clube, mas ao futebol da Paraíba – relata a juíza Andréa Galdino, em trecho da decisão.

Ainda conforme a titular da 4ª Vara Criminal de João Pessoa, os réus vão precisar cumprir algumas medidas cautelares, como comparecer ao cartório judicial da vara uma vez por mês, não poderão sair do estado sem autorização judicial e terão a obrigação de ficarem recolhidos em suas residências todos os dias das 21h às 5h – salvo em casos de trabalharem comprovadamente neste período do dia.

Todos também estão proibidos de ter acesso a entidades e eventos desportivos, de entrarem em contato com testemunhas e investigados nesse caso, além de terem que entregar à Justiça seus passaportes.

Redação

Continue Lendo

ARMAZÉM PARAIBA

LG NET

ASSEMBLÉIA DA PARAIBA

JORNALISMO VERDADE

MERCADINHO ALVINO

CEMACO DE DR MARCINHO

JORNAL DA BOA NOVA FM

TV CVN: A TV DO VALE DO PIANCÓ

Em Alta

Hospedado por ServerPro