Conecte-se agora

ESPORTE

Irritado com vazamentos, Felipão faz Mattos ligar para repórter

Publicado

em

Luiz Felipe Scolari não gostou nem um pouco do vazamento da escalação do Palmeiras nos confrontos com o Boca Juniors pela semifinal da Copa Libertadores. A irritação com o repórter André Hernan, da Globo, foi tanta que o diretor executivo de futebol do clube, Alexandre Mattos, ligou para o repórter da Globo para falar sobre as informações dadas, segundo o Globo Esporte.

André informou sobre a entrada dos zagueiros Goméz e Luan no primeiro jogo, na Argentina, e toda a escalação no jogo de volta, em São Paulo.

Felipão já passou por situação parecida em 2012, na sua segunda passagem pelo time alvi-verde. No caso ‘dedo’duro’, o técnico, equipe e diretoria investigaram quem estava vazando informações confidenciais para jornalistas. O ‘delator’ nunca foi encontrado, mas a busca foi assumida publicamente para a imprensa.

ESPORTE

Com campanha perfeita, Perilima garante acesso à elite após 11 anos

Publicado

em

Depois de 11 anos, com uma campanha até então perfeita na segunda divisão do Campeonato Paraibano, a Desportiva Perilima está de volta à elite estadual.

Com gols de Silas e Manu, um em cada tempo, a Águia venceu o Sport Lagoa Seca por 2 a 0 no estádio Presidente Vargas, e avançou para a decisão da Sugundinha, além de garantir o acesso.

Sob o comando do experiente Marcelinho Paraíba, camisa 10 e capitão da equipe, a Peri tem 100% de aproveitamento na competição até agora, com 30 gols marcados e apenas um sofrido em oito jogos.

Na final, o antigo “Time das Sordas”, agora sob nova direção, vai encarar o Esporte de Patos.

Redação com esportes.pb

Depois de 11 anos, com uma campanha até então perfeita na segunda divisão do Campeonato Paraibano, a Desportiva Perilima está de volta à elite estadual.

Com gols de Silas e Manu, um em cada tempo, a Águia venceu o Sport Lagoa Seca por 2 a 0 no estádio Presidente Vargas, e avançou para a decisão da Sugundinha, além de garantir o acesso.

Sob o comando do experiente Marcelinho Paraíba, camisa 10 e capitão da equipe, a Peri tem 100% de aproveitamento na competição até agora, com 30 gols marcados e apenas um sofrido em oito jogos.

Na final, o antigo “Time das Sordas”, agora sob nova direção, vai encarar o Esporte de Patos.

Redação com esportes.pb

Continue Lendo

ESPORTE

Boca e River empatam no primeiro jogo da final da Libertadores

Publicado

em

Um clássico à altura da maior rivalidade na Argentina. Em um jogo com todos os ingredientes de um Boca e River, o primeiro duelo da decisão da Libertadores terminou igual. Com a Bombonera tomada por xeniezes, os millonários acabaram tendo um gostinho de “vitória”. O empate em 2 a 2 foi justo em um encontro repleto de adrenalina.

Ábila e Benedetto colocaram por duas vezes o Boca em vantagem. Contudo Pratto e Izquierdoz (contra) descontaram para o River. Agora, quem vencer no decisivo jogo, dia 24, no Monumental, fica com o título. Empate no tempo normal leva a partida para a prorrogação. Se persistir a igualdade, a definição vai para as penalidades.

Após um sábado que choveu em um dia mais do que o ano inteiro em Buenos Aires, e ocasionou a suspensão do Superclássico, a chuva deu uma trégua e o primeiro jogo da decisão, enfim, pôde ser realizado na Bombonera.

Ansiedade e erros
A carga emocional por conta de uma final histórica para o futebol argentino tomou conta dos jogadores de ambas as equipes. Muitos erros, nervosismo e discussões foram a tônica da primeira metade da etapa inicial. Mesmo na casa do rival, o River começou um pouco melhor.

Toma lá, Dá cá
Justamente quando o rival era um pouco superior, o Boca abriu o placar. Após rápida troca de passes, a bola chegou em Ábila. O atacante precisou chutar duas vezes e contar com a falha de Armani para fazer a Bombonera explodir. O River não se intimidou e empatou dois minutos depois. Após ótimo passe de Marténez, Lucas Pratto bateu cruzado sem chances para Rossi.

Benedetto já foi decisivo contra o Palmeiras. Novamente no banco, ele viu Pavón se lesionar e a oportunidade de novamente ser protagonista. No fim do primeiro tempo, após falta cobrada por Villa, o camisa 18 ganhou da marcação e de cabeça recolocou os donos da casa em vantagem.

Dupla dinâmica
No início do segundo tempo o River novamente esfriou a Bombonera. Assim como no primeiro gol, Martínez deu passe para Pratto. A bola, contudo, desviou em Izquierdoz e entrou no canto esquerdo de Rossi. Novamente o Superclássico estava empatado.

Disputado
Após o empate as duas equipes quase não chegaram a criar chances reais de gols. Muita intensidade e marcação foram a tônica da etapa final. Prova de que uma dose de cautela apareceu no Superclássico.

Redenção
O Boca teve uma chance de sair com a vitória no fim. Aí os papéis se inverteram. Benedetto teve a chance nos pés e Armani, que falhou no primeiro gol do Boca, fez defesa incrível. A decisão, literalmente, ficou para o dia 24, no Monumental. Até lá, a ansiedade e tesão darão o tom em Buenos Aires e na Argentina.

Lance

Um clássico à altura da maior rivalidade na Argentina. Em um jogo com todos os ingredientes de um Boca e River, o primeiro duelo da decisão da Libertadores terminou igual. Com a Bombonera tomada por xeniezes, os millonários acabaram tendo um gostinho de “vitória”. O empate em 2 a 2 foi justo em um encontro repleto de adrenalina.

Ábila e Benedetto colocaram por duas vezes o Boca em vantagem. Contudo Pratto e Izquierdoz (contra) descontaram para o River. Agora, quem vencer no decisivo jogo, dia 24, no Monumental, fica com o título. Empate no tempo normal leva a partida para a prorrogação. Se persistir a igualdade, a definição vai para as penalidades.

Após um sábado que choveu em um dia mais do que o ano inteiro em Buenos Aires, e ocasionou a suspensão do Superclássico, a chuva deu uma trégua e o primeiro jogo da decisão, enfim, pôde ser realizado na Bombonera.

Ansiedade e erros
A carga emocional por conta de uma final histórica para o futebol argentino tomou conta dos jogadores de ambas as equipes. Muitos erros, nervosismo e discussões foram a tônica da primeira metade da etapa inicial. Mesmo na casa do rival, o River começou um pouco melhor.

Toma lá, Dá cá
Justamente quando o rival era um pouco superior, o Boca abriu o placar. Após rápida troca de passes, a bola chegou em Ábila. O atacante precisou chutar duas vezes e contar com a falha de Armani para fazer a Bombonera explodir. O River não se intimidou e empatou dois minutos depois. Após ótimo passe de Marténez, Lucas Pratto bateu cruzado sem chances para Rossi.

Benedetto já foi decisivo contra o Palmeiras. Novamente no banco, ele viu Pavón se lesionar e a oportunidade de novamente ser protagonista. No fim do primeiro tempo, após falta cobrada por Villa, o camisa 18 ganhou da marcação e de cabeça recolocou os donos da casa em vantagem.

Dupla dinâmica
No início do segundo tempo o River novamente esfriou a Bombonera. Assim como no primeiro gol, Martínez deu passe para Pratto. A bola, contudo, desviou em Izquierdoz e entrou no canto esquerdo de Rossi. Novamente o Superclássico estava empatado.

Disputado
Após o empate as duas equipes quase não chegaram a criar chances reais de gols. Muita intensidade e marcação foram a tônica da etapa final. Prova de que uma dose de cautela apareceu no Superclássico.

Redenção
O Boca teve uma chance de sair com a vitória no fim. Aí os papéis se inverteram. Benedetto teve a chance nos pés e Armani, que falhou no primeiro gol do Boca, fez defesa incrível. A decisão, literalmente, ficou para o dia 24, no Monumental. Até lá, a ansiedade e tesão darão o tom em Buenos Aires e na Argentina.

Lance

Continue Lendo

ESPORTE

Palmeiras empata com Atlético-MG e mantém vantagem na liderança

Publicado

em

O Palmeiras completou sua 18ª partida consecutiva sem derrota no Campeonato Brasileiro na tarde deste domingo. No Estádio Independência, o time de Felipão teve trabalho para empatar por 1 a 1 com o Atlético-MG, resultado suficiente para manter a vantagem na liderança.

Com 67 pontos ganhos, o Palmeiras permanece no primeiro lugar do Campeonato Brasileiro. O Internacional, que empatou por 1 a 1 com o Ceará, fica no segundo posto com 62 pontos. Flamengo (60) e Grêmio (58) completam o G4 do torneio nacional.

Pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG volta a campo para enfrentar o rebaixado Paraná às 21 horas (de Brasília) desta quarta-feira, no Estádio Durival de Britto. Às 21h45 do mesmo dia, o Palmeiras encara o Fluminense, no Allianz Parque,

Após um começo de jogo equilibrado, o Palmeiras criou a melhor chance do primeiro tempo pela direita. Com um belo drible em Maidana, Deyverson levou até o fundo e cruzou rasteiro. Livre, Guerra chutou em cima de Victor e desperdiçou uma grande oportunidade.

O Atlético-MG teve mais dificuldade para ameaçar a meta palmeirense durante a etapa inicial. Na única chegada consistente ao ataque, Chará recebeu pela direita e ajeitou para Fabio Santos. Da entrada da área, o lateral esquerdo chutou para defesa de Weverton.

ouco antes do final do primeiro tempo, Victor precisou intervir novamente. Em cobrança de escanteio pela direita, Guerra levantou na área e Ricardo Oliveira desviou de cabeça. Deyverson pegou a sobra e, de primeira, bateu firme para nova defesa do goleiro atleticano.

Logo no começo do segundo tempo, Deyverson caiu após dividida com Victor e pediu pênalti. O árbitro Wilton pereira Sampaio mandou seguir. Com Moisés sem condições físicas, Felipão decidiu colocar o volante Thiago Santos e, desde então, o Atlético-MG cresceu.

O time mandante inaugurou o marcador aos 18 minutos do segundo tempo. Em jogada pela esquerda, Fabio Santos recebeu passe de calcanhar de Cazares e passou rasteiro para Elias. O ex-corintiano ajeitou e bateu forte diante de Antônio Carlos para vencer o goleiro Weverton.

O Palmeiras conseguiu empatar aos 31 minutos do segundo tempo. Após cruzamento de Gustavo Scarpa, o árbitro Wilton pereira Sampaio viu pênalti de Adilson sobre Edu Dracena. Na cobrança, Bruno Henrique converteu e determinou o resultado final do jogo.

Gazeta esportiva

 

Continue Lendo

ARMAZÉM PARAIBA

LG NET

ASSEMBLÉIA DA PARAIBA

JORNALISMO VERDADE

MERCADINHO ALVINO

CEMACO DE DR MARCINHO

JORNAL DA BOA NOVA FM

TV CVN: A TV DO VALE DO PIANCÓ

Em Alta

Hospedado por ServerPro